Manual de utilização do GIS4Mun

 

User guide

2016

 

 

 

 

 

 


Índice

 

GIS4Mun. 5

Visualizador. 7

Temas - Tabela de Conteúdos. 10

Adicionar Tema. 10

Propriedades da layer. 11

Localizar. 11

Pesquisar Catálogos. 14

Módulos. 16

Ferramentas de Navegação. 19

Menu de Gestão. 21

Configuração de Mapa. 21

Mapas. 25

Catálogos. 27

Serviços. 29

Plantas. 31

Template de Plantas. 35

Classificadores. 37

Auditoria e Logs. 39

Painel de Administração. 41

 


Introdução

O presente manual tem como objetivo auxiliar na utilização da solução GIS4Mun, desenvolvido pela Advantis Solutions.

 

Confidencialidade

Toda a informação contida no presente documento é propriedade intelectual da Advantis Solutions e está classificada como informação confidencial. Destina-se exclusivamente à utilização pelo Cliente que se compromete a não revelar nenhuma informação nela contida a terceiros e a não a duplicar, utilizar ou ceder para nenhum propósito que não seja o da sua utilização.

 

Valor Acrescentado da Advantis

A Advantis é uma empresa que já há vários anos implementa soluções de tratamento de informação georreferenciada, em tecnologia open-source ou isenta de licenciamento. Por sua vez, os técnicos intervenientes no projeto têm uma vasta experiência na utilização quer destas tecnologias quer de outras, ditas proprietárias, e com as quais será necessário interagir.

A Advantis tem desenvolvida e comercializa a solução (GIS4Mun) que, na sua configuração standard, satisfaz a maior parte dos requisitos pretendidos de uma autarquia. Esta solução, pelo facto de resultar de um projeto parcialmente financiado pelo QREN, pode ser fornecida por um preço muito competitivo. O Cliente poderá dispor, para seu uso próprio e no âmbito exclusivo do município, dos programas-fonte que forem fornecidos.

Realçamos que a Advantis tem colaborado com algumas das maiores organizações portuguesas, em áreas como as da Administração Pública, Banca, Seguros e Indústria. Este sucesso deve-se à excelência dos seus recursos técnicos, às metodologias adotadas, bem como à integração, nas suas propostas, das melhores parcerias e consórcios, de acordo com os desafios colocados pelos seus Clientes.

A fim de cumprir a sua Missão (“ser um fornecedor de referência de serviços e produtos tecnologicamente avançados, criando para os seus Clientes soluções de elevado valor acrescentado”), a Advantis Solutions é certificada desde 2007 pela norma NP EN ISO 9001:2000, para a conceção e desenvolvimento de sistemas de informação.

Assim, consideramos que dispomos das melhores condições para poder satisfazer os objetivos diariamente propostos, com a excelência exigida, o que decorre da nossa experiência, da utilização dos melhores recursos, das sinergias criadas com o envolvimento do cliente nas fases decisivas de projeto.

 

 


GIS4Mun

 

O GIS4Mun é uma solução WebSIG, totalmente desenvolvida pela Advantis, direcionada à gestão municipal que funciona como ponto de entrada para um repositório abrangente de dados e serviços geográficos que se destinam, quer a Municípios quer a Comunidades Intermunicipais.

O GIS4Mun assume-se como uma ferramenta intuitiva e de fácil operação, destinada a utilizadores finais que não necessitam de especial formação em sistemas de informação geográfica. Para especialistas, a plataforma que suporta o GIS4Mun permite a integração com outros sistemas SIG já usados pelas organizações ou a implementação de soluções SIG, nomeadamente soluções SIG livres de licenciamento, como é o caso do QGIS e do GeoServer.

Principais Funcionalidades

·         Visualização de qualquer cartografia base;

·         Suporte dos mais diversos sistemas de coordenadas e respetivas conversões;

·         Pesquisas de endereços (Toponímia);

·         Medição de distâncias e superfícies;

·         Plataforma de serviços WMS e WFS;

·         Centralização e organização da informação geográfica existente;

·         Emissão de plantas com base em vários critérios;

·         Confrontação com as classes do PDM;

·         Módulos de registo, classificação e georreferenciação de informação assente em formulários para:

a)      Planeamento e Gestão Urbanística;

b)      Proteção Civil;

c)       Emissão de extratos das plantas dos instrumentos de gestão territorial;

d)      Rede viária, Circulação e Transportes;

e)      Infraestruturas de Redes Municipais;

f)       Cadastro de Propriedades Rústicas e Urbanas;

g)      Património Cultural;

h)      Fiscalização;

i)        Publicidade;

j)        Ambiente.

k)      Pesquisa de informação via critérios alfanuméricos e/ou geo-espaciais, assim como por palavras-chave.

O GIS4Mun permite operacionalidade e a inter-operacionalidade de vários departamentos na gestão eficiente do município, com a possibilidade da redução de licenciamento desktop e, por consequência, de especialização de software, permitindo assim um maior número de utilizadores da aplicação. Um dos objetivos fundamentais e inovadores desta solução é a de dotar as entidades e os seus colaboradores de uma ferramenta de fácil utilização, para que cada utilizador possa trabalhar os dados da sua responsabilidade.

Por outro lado, através de mecanismos já implementados para alguns ERPs autárquicos (e para outros que possam vir a ser requeridos), é possível integrar a informação dos processos existentes com a sua implantação geográfica, de uma forma transparente para os utilizadores.


Visualizador

 

O visualizador funciona como página de entrada do geoportal. Disponibiliza uma área para consulta e visualização de informação geográfica e alfanumérica.

Temas

A área de temas ou Tabela de Conteúdos (TOC - Table of Contents), permite ao utilizador adicionar as layers ao visualizador, podendo posteriormente arrastá-las ou movê-las para outras pastas. Todas as alterações de ordem das layers não são gravadas na sessão, pelo que o utilizador ao reiniciar a página perderá essas alterações.

Localizar

O menu "Localizar" permite ao utilizador pesquisar sobre alguns elementos chave e transversais a todos os temas, tais como "Sítios e lugares", "Moradas", "Pontos de Interesse" ou Coordenadas.

Catálogo

Aqui o utilizador poderá pesquisar por um catálogo de serviços geográficos ou metadados de dados de uma determinada entidade ou da organização em uso. O "Catálogo" funciona como um acesso a um servidor ou infraestrutura de dados espaciais, interno ou de outra organização, de modo a pesquisar por dados ou metadados de informação geográfica.

Módulos

Na área dos módulos o utilizador acede a todos os formulários de consulta, criação e gestão de informação geográfica e alfanumérica.

Adicionar Tema

Esta opção permite criar uma ligação direta a um servidor de dados e adicionar novos dados à tabela de conteúdos do visualizador, sendo estes adicionados ao mapa e disponibilizados através da pasta "Sessão" da tabela de conteúdos.

Gestão da Aplicação

Área da solução onde o utilizador com as permissões necessárias para o efeito poderá configurar a solução, tais como os dados que são visualizados, plantas disponíveis, mapas ou serviços.

Outros Links

Permite configurar vários visualizadores, bem como disponibilizar outros links que podem ser selecionados na aplicação. Esta opção é gerida através do painel de administração da aplicação.

Ferramentas de Navegação

A barra de ferramentas de navegação e inquirição de dados do visualizador é transversal a todos os visualizadores que forem criados, e permite funcionalidades tais como "Aproximar", "Afastar", "Medir" ou "Informação".

 

Painel de Administração

Área que apresenta o utilizador em uso na aplicação e através da qual poderá alterar a sua password, finalizar a sessão e, caso tenha as devidas permissões terá acesso ao painel de administração da aplicação. A opção de administração permite gerir o site, quer em termos de conteúdos ou definir acessos e criar novos utilizadores.

Pesquisa de Lugares

Tendo esta informação carregada na base de dados da aplicação, o utilizador tem a possibilidade de fazer pesquisa por lugares, em que ao resultado escolhido é feito um "zoom to" a essa área.

Visualizar e Alterar Sistemas de Coordenadas

Esta opção, transversal a todos os visualizadores, permite ao utilizador ver as coordenadas no sistema que pretende. Clicando no nome do sistema de coordenadas é dada uma lista para a escolha de outro sistema e à passagem do rato sobre o mapa, as coordenadas no mapa serão mostradas no sistema de coordenadas selecionado.

.


Temas - Tabela de Conteúdos

 

A tabela de conteúdo lista todas as layers no mapa e mostra as características de cada uma.  Funciona como o organizador de dados que estão disponíveis para o mapa em uso. Permite ativar ou desativar as camadas, bem como aceder a outras propriedades de cada camada do mapa.

Todos os grupos na tabela de conteúdos  são definidos no menu de gestão pelo utilizador, à exceção das entradas "Sessão" e "Base". Estas entradas são criadas automaticamente pela aplicação e não podem ser removidas.

No grupo "Sessão" são apresentadas as camadas de informação provenientes da acção "Adicionar Tema", presente no topo da tabela de conteúdos.

No grupo "Base" são apresentados os mapas base definidos pelo utilizador no configurador de mapas.

Adicionar Tema

A opção "Adicionar Tema" permite ao utilizador adicionar serviços WMS a pedido, ou seja, permite a conexão a um servidor de dados geográficos de modo a escolher o serviço pretendido e adicioná-lo ao mapa. Ao adicionar este serviço, a camada de dados ficará acessível através do grupo "Sessão" da tabela de conteúdos.

Propriedades da layer

Ao clicar com o botão direito do rato em cima da layer pretendida poderá consultar às suas propriedades. Esta consulta permite aceder a detalhes sobre os dados a serem visualizados, tais como descrições, transparência, escalas de visualização ou simbologia (estilos). Todas as alterações realizadas nesta janela não ficam gravadas caso o mapa seja reiniciado.

 

Localizar

O menu "Localizar", é transversal a toda a aplicação e a todos os visualizadores. Permite ao utilizador realizar pesquisas sob alguns temas específicos:

·         Sítios e Lugares

Permite realizar uma pesquisa sobre os sítios e lugares carregados na base de dados da aplicação. Lista os resultados de acordo com a pesquisa realizada. Clicando nos valores listados, é realizada uma aproximação ao mapa tendo como base o enquadramento geográfico do registo selecionado.

 

·         Moradas

A pesquisa será efetuada sobre as moradas carregadas na aplicação, mais especificamente ao nome da Rua, ao Número de Polícia ou Lugar. Lista os resultados de acordo com a pesquisa realizada. Clicando no nome de um dos valores listados, é realizada uma aproximação ao mapa tendo como base o enquadramento geográfico do registo selecionado.

·         Pontos de Interesse

Permite a pesquisa a elementos carregados na aplicação no módulo dos Pontos de Interesse. Lista os resultados de acordo com a pesquisa realizada. Clicando no nome de um dos valores listados, é realizada uma aproximação ao mapa tendo como base o enquadramento geográfico do registo selecionado.

 

 

·         Coordenadas

Esta opção permite a pesquisa e conversão de coordenadas, baseando-se na escolha de um sistema e na introdução de uma coordenada "X" e "Y".

 

Pesquisar Catálogos

O GIS4Mun permite a criação de acessos a catálogos de dados geográficos. Estes catálogos podem ser infraestruturas de dados espaciais ou servidores de metadados.

Neste menu, o utilizador tem a possibilidade de pesquisar um catálogo previamente criado, por texto livre ou palavras-chave.

Pesquisa simples

ou      pesquisa avançada >>

 


Módulos

Na área de "Módulos" o utilizador encontra os formulários de pesquisa, registo e gestão de informação geográfica e alfanumérica. Cada módulo pode conter um ou mais sub-módulos correspondentes a uma temática de gestão autárquica (e.g. Urbanismo > Processos de Obra; Proteção Civil > Ocorrências).

 

Em cada sub-módulo o utilizador tem à sua disposição um formulário de pesquisa no qual poderá introduzir critérios de pesquisa geográficos e alfanuméricos correspondentes a esse mesmo módulo. Os formulários de pesquisa variam consoante o módulo e sub-módulo selecionado.

Efetuada a pesquisa, todos os registos são retribuídos em lista, com a respetiva correspondência geográfica registada no mapa à direita.

 

Por baixo de cada registo, dependendo das permissões do utilizador, será apresentada uma de duas opções:

1.       Editar - com as devidas permissões, o utilizador acede ao formulário de edição com a possibilidade de realizar qualquer tarefa sobre esse elemento (modificar ou eliminar);

2.       Ver Detalhes - o utilizador, apenas com permissões de visualização, acede ao formulário do elemento selecionado e apenas consegue ver todos os atributos geográficos e alfanuméricos correspondentes, sem ter no entanto qualquer capacidade de modificar ou eliminar registo.

Um utilizador com permissões de edição sobre um módulo, terá a opção de criar novos registos através do botão "Novo Registo" (e.g. Nova Ocorrência, Novo Painel). Ao clicar, abrir-se-á o formulário de edição, para que o utilizador possa introduzir os atributos alfanuméricos e georreferenciar do novo elemento. Os atributos variam consoante o módulo e sub-módulo em edição.

 

A componente geográfica poderá ser introduzida desenhando no mapa, sob a forma de ponto, linha ou polígono, ou inserindo as coordenadas para representar o elemento, ou ainda adicionando um ficheiro com a geometria (WKT, GML ou Shapefile).

Ao gravar o registo, o utilizador terá acesso a dois tabuladores adicionais:

1.       Documentos - permite ao utilizador inserir documentos (pode ser mais do que um) georreferenciados associados ao elemento geográfico criado. Esta opção permite ao utilizador desmaterializar alguns documentos referentes aos elementos carregados na aplicação. Os mesmos ficam disponíveis para acesso público ou privado, e sempre acessiveis para consulta mediante essas mesmas permissões.

2.       Auditoria - esta opção permite ao utilizador ou administrador, saber todas as alterações realizadas sobre o registo em edição/consulta.

Outros separadores poderão ser apresentados consoante o módulo e sub-módulo que está em uso.


Ferramentas de Navegação

Ferramentas de navegação geográfica.

Full Extent

Zoom a uma escala de visualização que permite ver todas as camadas carregadas na tabela de conteúdos.

 

Zoom in

Permite aproximar a uma zona do mapa, clicando e arrastando com o rato no mapa.

 

Zoom out

Permite afastar do mapa, clicando e arrastando com o rato no mapa.

 

Voltar à extensão anterior

Permite voltar à escala e extensão anterior no mapa.

 

Ir para a extensão seguinte

Permite voltar à escala e extensão exatamente anterior, depois de ter utilizado a opção "Voltar à extensão anterior".

 

Ferramentas de medição

Ferramentas de medição no mapa: Área e Comprimento. Para finalizar o desenho, fazer duplo clique no mapa.

 

Informação

Esta opção permite aceder à tabela de atributos. Clicando num dos elementos do mapa, abre-se uma janela que contém a tabela de atributos do registo selecionado.


Menu de Gestão

 

Todos os elementos no visualizador e no mapa são geridos no menu de gestão da aplicação. Este menu permite ao utilizador total autonomia na criação, gestão e configuração de serviços, mapas e visualizadores.

Configuração de Mapa

O utilizador pode criar todas as configurações de mapa que pretender. Permite criar bases para mostrar qualquer tipo de dados para qualquer finalidade.

Exemplo:

1.       Criar uma configuração de mapa só com os dados da rede viária, com o objetivo de vir a criar um mapa que use esta configuração para disponibilização pública;

2.       Criar um portal público de Turismo com os Pontos de Interesse (POI). Para isso será criada uma configuração de mapa com algumas camadas para enquadramento como estradas, equipamentos e zonas verdes, e a camada geográfica dos POI.

 

Extent Inicial

Esta opção permite definir a extensão inicial do mapa. O utilizador introduz as coordenadas X e Y correspondentes ao centro do mapa, bem como a escala de visualização inicial.

 

Mapas Base

O utilizador dispõe de uma lista de mapas base para adicionar ao mapa. Para selecionar um, deve clicar no nome do mapa base que pretende adicionar à configuração, o mesmo ficará com a cor de fundo verde (ver imagem abaixo).

Do lado direito da linha existe um botão de nome "Visível" que permite selecionar o mapa de base acionado por defeito sempre que abrir um mapa que use esta configuração.

 

 

Grupos

Os grupos são as pastas que queremos colocar na tabela de conteúdos do visualizador. Cada grupo permitirá adicionar uma ou mais camadas de dados a serem mostrador no mapa.

 

O utilizador tem a possibilidade de configurar o seguinte:

1.       Referência - nome pelo qual a aplicação irá interpretar o grupo;

2.       Título - nome que irá aparecer na tabela de conteúdos;

3.       Expandido - se o grupo está expandido sempre que o mapa que use esta configuração seja inicializado. Por defeito a opção tem o valor "Não".

Sources

Nesta opção o utilizador indica qual ou quais os servidores de serviços geográficos (e.g.Geoserver) que disponibiliza as camadas que pretende adicionar à configuração.

 

 

O utilizador tem a possibilidade de configurar o seguinte:

1.                 Título - nome pelo qual a aplicação irá interpretar o servidor;

2.                 Nome - nome pelo qual a aplicação irá interpretar o servidor;

3.                 URL - link para o workspace onde se encontram os serviços geográficos;

 

Todas as restantes opções podem ficar por defeito.

Layers

Com base no servidor adicionado no separador anterior, o utilizador tem a possibilidade de adicionar camadas de serviços geográficos à configuração de mapa.

O utilizador pode configurar:

1.       Source - selecionar a source que pretende usar. A lista é apresentada com base nas "sources" definidas no separador anterior. Ao selecionar a source é apresentada uma nova janela com a lista de layers disponíveis para esse servidor, permitindo a seleção de uma delas;

2.       Nome e Referência - ao selecionar a layer, o campo Nome e o campo Referência são preenchidos automaticamente com base no definido no serviço. No entanto, esses valores podem ser alterados e será este o nome que aparecerá na tabela de conteúdos do mapa;

3.       Selecionado - este campo define se a layer está automaticamente selecionada na tabela de conteúdos sempre que se inicia o mapa que use esta configuração de mapa. O valor por defeito é "Não";

4.       Grupo - permite ao utilizador definir qual o grupo da tabela de conteúdos onde esta layer será. A lista apresentada para os grupos disponíveis corresponde aos grupos criados no ponto anterior;

5.       Documento - neste campo pode introduzir o url da layer ou do documento (e.g. Adicionar um PDF com uma descrição sobre a layer).

Resultado

Todas as alterações efetuadas nos separadores anteriores serão guardadas num ficheiro de código geojson. Ao gravar, o código gerado é guardado na base de dados e esta configuração de mapa ficará disponível para utilização no mapa.

 

 

Mapas

O utilizador deverá criar um mapa para cada visualizador a disponibilizar. Cada mapa funciona como um geoportal, configurado dinamicamente, onde o utilizador escolhe: a configuração de mapa a usar, os módulos e plantas disponíveis ou o tipo de permissões de utilizadores com acesso a este mapa. Cada mapa terá um link de acesso diferenciado, o que permite criar vários mapas, tantos quantos necessários.

 

Código

O código representa o nome do mapa e será usado no url de acesso ao mesmo. Por exemplo, se o código introduzido for "turismo", então o url para o mapa em questão será qualquer coisa como http://domínio/visualizador/turismo. Este código é dado pelo utilizador e deverá ser indicativo do que o mapa quer transmitir.

 

Título

O título que queremos dar ao mapa. Este título é o apresentado na gestão de mapas, no backoffice da aplicação.

 

Configuração de mapa

A configuração de mapa corresponde aos dados que queremos carregar na aplicação. A lista de configurações disponíveis é de acordo com o que for criado no menu "Configuração de Mapa". Cada mapa apenas pode usar uma configuração

Módulos

Para cada mapa podemos definir os módulos da aplicação que serão acedidos através do mesmo. Podemos, por exemplo, criar mapas de acesso público sem qualquer módulo, criar mapas para proteção civil e adicionar o módulo da proteção civil, e assim sucessivamente.

O menu "Módulos" no visualizador, apenas aparece disponível para seleção caso exista algum disponível para o mapa em utilização.

Plantas

Nesta lista, aparecem todas as plantas configuradas na área de gestão de plantas. Podemos associar uma ou mais plantas a um visualizador. A opção "Emissão de Plantas" do visualizador só fica disponível caso o mapa tenha plantas associadas.

Perfis

Permite definir os perfis que terão acesso a este mapa. Se for um mapa de acesso público, um dos perfis a associar será o "Anonymous".

Descrição

Permite inserir uma descrição do mapa nomeadamente, dos objetivos, para quem se destina, e outra informação sobre o mapa.

Mapa do portal

Esta opção, que por defeito aparece desseleccionada, permite ao utilizador definir o mapa por defeito do geoportal, i.é., quando aceder ao http://domínio.pt/visualizador o mapa que será carregado será o definido como "Mapa do Portal".

Ativo

A opção de "Activo", que por defeito aparece desseleccionada, permite ao utilizador dizer se o presente mapa se encontra ativo para visualização ou não. Podemos ter vários mapas e definir quais desses se encontram ativos e disponíveis para visualização.

 

Catálogos

Os catálogos são canais de acesso a servidores de mapas e/ou metadados, que representem infraestruturas de dados espaciais públicas ou privadas, de acesso público, ou privado com autenticação. Estes catálogos permitem ao utilizador criar um acesso direto a este tipo de serviços. Funciona como um "atalho" a uma infraestrutura de dados espaciais, interna ou externa, ficando disponível a todos os utilizadores que usem a aplicação GIS4Mun.

Código

Código sobre o qual este catálogo de metadados é conhecido dentro da aplicação.

Título

O título será o nome que será apresentado aos utilizadores de modo a que os mesmos possam escolher de entre os catálogos disponíveis. Este campo é de texto livre para que o utilizador possa escrever o nome completo do catálogo.

Tipo

Indica o tipo de catálogo de metadados em uso.

 

Url Base

O Url Base representa o link para o servidor de serviços de metadados que pretendemos adicionar.

 

Url CSW

O Url CSW representa o link para o catálogo de serviços de metadados do servidor que pretendemos adicionar. Em algumas vezes poderá ser um link igual ao Url Base.

 

Dados de Autenticação

 

Caso o servidor de serviços de metadados necessite de autenticação, as credenciais são introduzidas aqui.

Catálogo do Portal

Permite indicar que este catálogo será apresentado por defeito na lista de pesquisa de catálogos de metadados.

 

Ativo

A opção de "Activo", desseleccionada por defeito, permite ao utilizador indicar se o catálogo se encontra ativo para consulta ou não. Podemos ter vários catálogos e definir quais desses se encontram ativos e possíveis de serem utilizados.

 


Serviços

O menu Serviços permite ao administrador da aplicação, camuflar um determinado URL para que não seja percetível aos utilizadores. Este serviço funciona como um proxy, que camufla um pedido a um servidor ou aplicação externo ao GIS4Mun. A título de exemplo, caso a organização não queira expor para fora (Internet) a aplicação Geoserver, tendo para isso que abrir a porta 8080 para o exterior, através desta configuração, efetuar o pedido ao Geoserver sem abrir a porta do mesmo para o exterior, camuflando o URL de acesso à aplicação. Deste modo, a aplicação GIS4Mun consegue aceder aos serviços do Geoserver, expondo os mesmos para o exterior, sem que a aplicação Geoserver o esteja.

 

Nome

Nome atribuído a esta configuração pelo administrador quer será registado na base de dados e pelo qual será interpretado na aplicação.

 

Grupo

O sistema permite criar vários grupos de serviços. O grupo é definido pelo administrador neste campo.

URL Original

Neste campo é introduzido o URL original da aplicação, página ou serviço que pretende usar a presente funcionalidade. O URL aqui colocado será configurado e camuflado, utilizando o URL Base definido no painel de administração da aplicação em conjunto com outros elementos que permitem aceder e expor os resultado do serviço, sem que para isso se tenha de expor a aplicação para o exterior.

 

Informação adicional do serviço

Neste campo poderá a adicionar informações várias sobre o serviço a ser criado. Não é de preenchimento obrigatório.

 

Segurança

Algumas aplicações e serviços podem necessitar de autenticação e nesses casos o administrador deverá introduzir as credenciais nesta área.

 

Permissões

Esta opção permite definir o tipo de acesso e tarefas que podem ser realizadas no serviço. O administrador deverá definir o nome que pretende dar a esta configuração, definir o tipo de serviço, escolhendo de uma lista de valores possíveis e introduzir uma descrição.

 

Nos separadores "Layers", "Operações" e "Perfis", deverão ser definidas as permissões ao serviço. Caso não haja qualquer tipo de restrição quanto a layers, operações ou perfis, na utilização deste serviço, deverão ser adicionadas permissões gerais de acesso. Para esse efeito, as Layers e Operações podem ser definidas como " * ", e os Perfis com acessos de "Autenticado" e " Anónimo". Desta forma qualquer utilizador da aplicação consegue aceder aos elementos deste serviço.

 

Para guardar a configuração deste serviço deve "Gravar" até fechar todas as janelas.

Sempre que for criado um novo serviço ou modificado um existente, é necessário clicar na opção , fazendo com que as alterações sejam consideradas pela aplicação na sessão.

 

Plantas

O menu de gestão de plantas permite a criação, configuração e gestão de plantas para utilização na aplicação GIS4Mun. A pós a sua criação, uma planta pode ser adicionadas a um ou mais mapas.

Código

Código da planta pela qual será interpretada pela aplicação.

 

Nome

Este campo permite ao administrador definir o nome a atribuir à planta.

 

Grupo

Os grupos de plantas são geridos no backoffice da aplicação. Na instalação da aplicação são criados três grupos: emissão livre, plantas de localização, plano diretor municipal. Estes grupos podem ser editados na área de gestão de classificadores. Nesta área serão listados os grupos existentes para escolha do administrador.

 

Título

Este campo permite ao administrador definir um título, texto livre, que será apresentado no visualizador aquando da sua emissão.

 

Escala

Este campo tem como objetivo pré-definir uma escala para emissão da planta. Não é um campo obrigatório e por defeito não está preenchido. O administrador tem duas hipóteses de configuração:

o   Sem Preenchimento - o utilizador final terá a possibilidade de indicar a escala numérica que pretende para a emissão da planta.

o   Indicar uma Escala numérica - neste caso o utilizador final não terá a possibilidade de escolher outra escala que não a definida nesta configuração.

Dados de Identificação

Aqui, o administrador pode definir se, para emitir a planta em configuração, é obrigatório o utilizador final identificar-se, neste caso com o NIF e Nome. Esta opção aparece desseleccionada por defeito.

 

Obrigatoriadade de Marcal local

O administrador pode definir se, para emitir a planta em configuração, é obrigatório o utilizador final marcar o local que pretende identificar na planta, desenhando uma geometria no mapa. Esta opção aparece desseleccionada por defeito.

 

Desenhar Local

O administrador pode definir se, para emitir a planta em configuração, o utilizador final poderá marcar o local que pretende identificar na planta, desenhando uma geometria no mapa. Esta opção aparece desseleccionada por defeito.

 

Emissão livre

O administrador pode definir se, para emitir a planta em configuração, é possível a planta interpretar as camadas ligadas e desligadas existentes na tabela de conteúdos, i.e., a emissão da planta irá interpretar o que estiver visível na área de mapa do visualizador. Esta opção aparece desseleccionada por defeito.

 

Activa

Esta opção permite ao administrador dizer se a planta em questão se encontra ativa para utilização ou inativa e, por consequência, não disponível para ser emitida.

 

Template da planta

A base da planta a emitir é um template PDF criado fora da aplicação GIS4Mun. Cada planta pode ter um único template adicionado nesta área através da ação "escolher ficheiro", que permite obter a localização do ficheiro PDF. O ficheiro indicado é adicionado à aplicação e associado à planta.

 

Configuração da planta

A configuração da planta é o que permite a interpretação do template por parte da aplicação.

 

Exemplo de configuração de template só com 1 (uma) folha:

{

map: {

size: { width: 168, height: 198},

position: { x: 21, y: 70}, quality: 1.5,

layers: [ {url: "http://92.48.90.104:8080/geoserver/SIGEL/wms?service=WMS&version=1.1.0&request=GetMap&layers=SIGEL:pdm_carta_ordenamento", legend: true},

{url: "http://92.48.90.104:8080/geoserver/SIGEL/wms?service=WMS&version=1.1.0&request=GetMap&layers=SIGEL:pdm_carta_condicionantes",legend: true}

        ]

     }

}

Exemplo de configuração de template com várias folhas:

{

maps: [

     { page: 1,

      size: {width: 174, height: 192},

      position: {x: 19.5, y: 62}, quality: 1.5,

  layers: [ { url: "http://92.48.90.104:8080/geoserver/SIGEL/wms?service=WMS&version=1.1.0&request=GetMap&layers=SIGEL:cond_pinhel_site",

legend: true}

        ]

},

     { page: 3,

      size: {width: 174, height: 192},

      position: {x: 19.5, y: 62}, quality: 1.5,

   layers: [ { url: "http://92.48.90.104:8080/geoserver/SIGEL/wms?service=WMS&version=1.1.0&request=GetMap&layers=SIGEL:ord_pinhel_site", legend: true}

          ]

        }]

}

 

NOTA: caso a planta seja de emissão livre e não seja necessário indicar alguma layer de base a sair na planta, a parte do código destinada às layers (layer:[{url:...}]) não é necessária.

Mapas

Permite definir os mapas que terão a esta planta para emissão. A mesma planta pode ser adicionada a vários mapas e os mesmos devem ser definidos nesta área da configuração.

Perfis

O administrador deverá definir os perfis que podem utilizar a planta em configuração. A mesma, apesar de carregada, configurada, ativa e associada a um determinado mapa, só poderá ser utilizada caso o utilizador final tenha as devidas permissões para o fazer.

 

Template de Plantas

Os templates de plantas podem ser criados por qualquer software que permita exportar para formato PDF.

Para que o GIS4Mun possa interpretar alguns campos no template e preenchê-los de forma automática aquando da emissão da planta, o utilizador deverá adicionar o campos de edição conhecidos como "Form Fills". Para esse efeito o utilizador deverá utilizar um software que permita criar e editar "forms". Um deles, sem haver no entanto restrição quanto ao software a utilizar, é o LibreOffice Draw ou LibreOffice Writer que permite a criação e edição de "form fills" para PDF e, mediante o nome dado a cada "form", possibilita a interpretação dos mesmos permitindo o preenchimento automático.

Relativamente aos nomes possíveis de serem interpretados pela aplicação para preenchimento automático temos:

1.       "codigo" - código da planta;

2.       "numero" - número de emissão;

3.       "titulo" - título da planta;

4.       "data" - data de emissão;

5.       "escala" - escala de mapa;

6.       "minX" - coordenada X do canto superior esquerdo do mapa;

7.       "minY" - coordenada Y do canto superior esquerdo do mapa;

8.       "maxX" - coordenada X do canto inferior direito do mapa;

9.       "maxY" - coordenada Y do canto inferior direito do mapa;

10.   "coords1", "xy: " - coordenada XY do canto superior esquerdo do mapa;

11.   "coords2", "xy: " - coordenada XY do canto inferior direito do mapa;

12.   "nif" - número de identificação fiscal do requerente;

13.   "requerente" - nome do requerente;

14.   "descricao" - descrição da planta;

15.   "sistemaCoordenadas" - sistema de coordenadas em uso;

 

Para desenhar os campos, usando o exemplo do LibreOffice, o utilizador deverá ativar as ferramentas "Form Controls" e "Form Design" através do menu View > Toolbars. Utilizando as barras de ferramentas disponibilizadas, deverá criar um campo de texto do tipo “Formatted Field”, abrir a ferramenta Form Control e editar o nome da mesma para um dos elementos existentes na lista acima descrita. É necessário ativar o botão “Design Mode On/Off” (2.º botão da barra – está marcado a vermelho na imagem abaixo).

 

Finalizado o template, deve gravá-lo como PDF e associá-lo a planta.


Classificadores

Os campos existentes na aplicação, cujo preenchimento é feito através de uma lista de valores, são denominados "classificadores". Estes classificadores podem ser editados em BackOffice, no menu de gestão de classificadores da aplicação. Aqui o administrador pode adicionar novos registos aos classificadores existentes ou gerir os registos em uso.

 

 

 

 

 

 


Auditoria e Logs

O menu de Auditoria e Logs permite ao administrador da aplicação ter o conhecimento dos acessos e alterações que realizados na aplicação. Para esse efeito deve introduzir um critério de pesquisa sobre os módulos, temas do módulo selecionado, tipo de operação, datas, utilizador, entre outras. O resultado da pesquisa será apresentado ao clicar no botão <Pesquisar>.

 

É possível realizar uma pesquisa de logs de modo a que o administrador consiga perceber melhor alguns comportamentos da aplicação.

 


Painel de Administração

O GIS4Mun, assentando no gestor de conteúdo Orchard (Orchard CMS), possui um painel de administração que permite aos utilizadores com as devidas permissões, gerirem todos os elementos do site, desde imagens, textos, templates e utilizadores.

 

 

Gestão de Utilizadores

O administrador pode criar, eliminar e gerir utilizadores. Os utilizadores e respetivas permissões são definidas no menu de gestão de utilizadores ("Users"). Para além das habituais credenciais de acesso (nome do utilizador e password), o administrador deve definir para cada utilizador, as permissões que terá sobre cada um dos módulos disponíveis na aplicação selecionando o módulo com permissão de visualização ou edição.

roles

Definições Gerais

No Painel das definições gerais o administrador pode definir, entre outros elementos, mas principalmente, o nome e o url base do site.

 

def_geral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

logo2

Avenida 5 de Outubro, 70 - Piso 2 1050-059 - Lisboa

Telf.:+351 217 210 160

Fax.:+351 217 210 169

geral@advantis.pt